protocolo de matéria

O que é a questão e como ela afeta a indústria de casas inteligentes?

Ao longo dos últimos anos, casa inteligente aparelhos têm se tornado cada vez mais predominantes, incluindo fechaduras inteligentes de portas, câmeras inteligentes e iluminação inteligente. Apesar disso, a interconexão entre categorias, marcas e ecossistemas ainda está em seus primórdios.

A CSA Connectivity Standards Alliance anunciou recentemente que o protocolo Matter, que visa promover a conectividade, a segurança e a conveniência da configuração entre diferentes produtos domésticos inteligentes, será lançado em junho deste ano. Atualmente, a colaboração on-line está sendo usada no desenvolvimento do padrão, o que facilita as atividades de teste para membros globais, acelera os programas de certificação e abre novos canais para os dispositivos Matter. 

Espera-se que os primeiros produtos com certificação Matter cheguem ao mercado no segundo semestre deste ano. Apesar da reputação da norma de "ver o sol nascente no horizonte", ela ainda requer experiência de longo prazo na integração de produtos-chave, conexões de rede e ecologia dos usuários.

O que é Matéria?

Para simplificar, a Matéria é um padrão industrial que está se formando no campo da casa inteligente, para conseguir uma interconexão eficiente entre dispositivos de diferentes tipos, marcas e ecologia. A Matter foi oficialmente lançada em maio de 2021 pela CSA Alliance (Connectivity Standards Alliance). Mais de 220 empresas, incluindo Google, Amazon e Apple, as três maiores gigantes da casa inteligente americana, anunciaram seu apoio à Matter.

Por que a matéria está recebendo tanta atenção? 

Quando os tipos de produtos inteligentes são gradualmente enriquecidos, a Apple, Google, Amazon, Samsung, Huawei, Xiaomi, Yunmi, etc., todos estabeleceram suas próprias plataformas domésticas inteligentes. Os consumidores podem usar o iPhone para desligar as luzes e usar o Alexa para ajustar os termostatos. Use Mijia para controlar remotamente a câmera inteligente, e use Hongmeng para ligar o ar condicionado. Mas os consumidores ainda precisam confirmar se ele é compatível com a tecnologia já em casa ao adquirir um novo dispositivo e se a operação de configuração associada é complicada.

Os tipos de sistemas e terminais inteligentes não podem ser totalmente cobertos por nenhuma empresa sozinha, portanto, conexão, controle e compartilhamento de dados entre sistemas e entre plataformas são a chave para o desenvolvimento. Esta é também a razão pela qual as empresas domésticas inteligentes preferem desmontar o "fosso" ecológico e promover a inteligência em toda a cena.

Entretanto, a diversidade dos ecossistemas e a confusão de padrões ainda são os maiores obstáculos para casas inteligentes há muitos anos. A norma Matter visa remover essas barreiras e permitir uma conexão inteligente e sem descontinuidades de todos os cenários.

Quem está envolvido com o assunto?

Há muitos tipos de jogadores na indústria de casas inteligentes. Somente na China, existem fabricantes de telefones celulares como Xiaomi, Huawei e OPPO, assim como fabricantes de eletrodomésticos como Midea, Haier e TCL, assim como fabricantes verticais como Ou Ruibo e Nanjing IOT. Além disso, existem fornecedores de serviços de plataforma de desenvolvimento de IoT como a Tuya Smart, que ajuda os fabricantes de hardware a desenvolver produtos domésticos inteligentes de forma mais eficiente.

Entretanto, quando os fabricantes de hardware desenvolvem software e plataformas, e os fabricantes de plataformas acabam fazendo hardware, tudo isso torna mais difícil unificar os padrões da indústria.

Além das três gigantes, LG, Samsung, Philips Lighting, Honeywell's marca residencial inteligente Resideo, Siemens, IKEA e outras empresas, incluindo Huawei, Tuya, Lumi e Espressif, fabricante de chips na China, também se juntaram ao acampamento apoiando o protocolo Matter.

Que dispositivos de matéria esperar?

No CES 2022, várias empresas lançaram ou demonstraram produtos-chave da Matter. 

  • A Amazon lançou ferramentas de desenvolvimento de materiais e pacotes de suporte para a comunidade de desenvolvedores. 
  • O Google pode conectar rapidamente dispositivos domésticos inteligentes habilitados para Matter ao Google Home e aplicativos relacionados através do Fast Pair. 
  • O ThinQ AI aprimorado da LG Electronics suportará a Matter, o padrão da indústria doméstica inteligente que fornece conectividade segura e sem falhas, tornando as TVs um verdadeiro console doméstico inteligente em 2022. 
  • A GE reforça ainda mais seu compromisso com o espaço doméstico inteligente com o lançamento de novas câmeras externas e termostatos inteligentes e promete apoio futuro para o padrão Matter. 
  • TCL demonstrou as TVs habilitadas para a matéria, tornando as TVs uma parte essencial do sistema de dispositivos perfeitamente interoperáveis da casa.

Quais são os benefícios da Matéria?

Os maiores benefícios da matéria são, segundo os especialistas 

  • primeiro, realizar a interconexão, que permite às casas inteligentes desenvolverem aplicações mais diversas; 
  • em segundo lugar, a facilidade de configuração inicial, que pode ajudar os usuários a implantar casas inteligentes a um custo e limiar muito baixos, o que acelerará muito a popularização; 
  • e, por último, a melhoria da segurança. Quer se trate de hardware ou software, haverá proteções de segurança. 

Com o lançamento da Matéria, a indústria de casas inteligentes pode crescer mais rapidamente.

Entretanto, desde o conceito ecológico até a aplicação real em larga escala da casa inteligente, o caminho é longo e difícil. Zou Debao, gerente geral adjunto do Centro de Pesquisa da Indústria de Inteligência Artificial da CCID Consulting, disse que o lançamento da Matter unificará os protocolos de rede dos dispositivos terminais e alcançará a verdadeira compatibilidade ecológica.

Entretanto, devido aos diferentes protocolos de rede adotados por várias marcas, a rede ainda enfrenta dificuldades. No entanto, a questão pode de fato promover a rápida implementação e conexão de casas inteligentes, mas a construção ecológica não é uma coisa isolada. Ela requer a trindade de produtos-chave, conexões de rede e ecologia do usuário para ser alcançada, e também precisa ser verificada pelos usuários. Obviamente, o lançamento da Matter é apenas o primeiro passo para resolver a interconexão da Internet.

O mercado doméstico inteligente ainda está em seu estágio inicial de crescimento, portanto sua tecnologia e velocidade de iteração de produtos também é rápida. Se um padrão industrial pode evoluir com a tecnologia e manter sua natureza avançada também é algo que os participantes devem considerar.

Que impacto terá a Matéria?

O Google anunciou no ano passado que, no futuro, o Google Assistant, o assistente de voz inteligente do Google, pode controlar qualquer dispositivo com certificação Matter. A Apple também anunciou na WWDC do ano passado que o iOS 15 irá apoiar a Matter, e os usuários podem gerenciar os dispositivos Matter através do Home APP. Todos os olhos estão voltados para o primeiro lote de dispositivos Matter, após vários atrasos.

A empresa de pesquisa ABI Research indicou que a especificação da camada de aplicação da Matéria não é nada de especial, mas sua escala e impacto podem ser um sucesso de bilheteria. Afinal, o poder combinado da Amazon, Apple e Google por trás deste projeto não pode ser subestimado, não apenas assegurando que seus respectivos produtos domésticos inteligentes estejam prontos para adotar a Matéria, mas também atraindo mais de 200 outras empresas para desenvolver e preparar a Matéria para adoção.

Nota final

Para ser claro, a Matter empurrará a casa inteligente para funcionar como uma plataforma de bordo e gerenciar dispositivos domésticos inteligentes sem a necessidade de uma aplicação do fornecedor de hardware. Para os fornecedores de hardware doméstico inteligente, ele será confrontado com uma escolha difícil: continuar a manter mais controle sobre o alto custo de manutenção de seus próprios aplicativos dedicados para produtos domésticos inteligentes, ou sacrificar o controle e entregar a manutenção do aplicativo a qualquer fornecedor de plataforma doméstica inteligente compatível com a Matter Home.

Espera-se que mais de 5,5 bilhões de dispositivos domésticos inteligentes compatíveis com a matéria sejam enviados até 2030. Portanto, os fornecedores de hardware devem avaliar o valor e o investimento necessários para a conformidade com a Matéria, bem como o impacto estratégico em seu roteiro e posição no mercado, e precisam determinar rapidamente como eles se encaixam na Matéria e como melhor proteger e expandir sua base de clientes.

Postos similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *